Blog

A importância do pré-natal!

A importância do pré-natal!

A escolha do obstetra é muito importante, pois o profissional vai acompanhar toda a gestação, além de esclarecer dúvidas, escolher o tipo de parto e detectar fatores de risco que possam afetar a saúde materna e do feto, além de conduzir o tratamento mais adequado em casos de distúrbios graves.

É indicado que o número mínimo de consultas seja seis: uma no primeiro trimestre, duas no segundo e três no último. Nelas, o médico irá pesar a paciente, verificar a pressão arterial, medir a circunferência abdominal e o fundo do útero, realizar toque vaginal e ouvir os batimentos cardíacos fetais (a partir da décima segunda semana). As consultas são mensais até a 32ª semana, quinzenais da 32ª a 36ª e, após, semanal até o dia do parto.

Exames laboratoriais como hemograma, glicemia e sorologia são muito importantes, e em alguns casos são repetidos ao longo dos trimestres. Quanto ao exame de ultrassonografia ( USG), ele deve ser feita o quanto antes para identificar informações como a idade gestacional, o desenvolvimento do embrião e o batimento cardíaco. Ao contrário do que algumas pessoas acreditam, este exame não faz mal ao bebê, e não existe qualquer tipo de radiação como em uma radiografia ou tomografia.

O sexo do bebê pode ser visto na USG a partir de 16ª semana, mas para ter mais riqueza de detalhes, é indicada a ultrassonografia 3D, que mostra fotos do bebê em três dimensões. Na 4D, é possível ver os movimentos, e a melhor fase para realizar estes exames é entre a 26ª e 30ª semanas de gestação.



Contate-nos pelo whatsapp!
Copyrights © 2020: Clínica Dr. Renato Nisenbaum - Todos os direitos reservados
site desenvolvido pela Vioti Comunicação